OS SENTIDOS DE NACAO, LIBERDADE E INDEPENDENCIA NA IMPRENSA BRASILEIRA (1821-1822) E A FUNDACAO DO DISCURSO JORNALISTICO BRASILEIRO

Autor : Flores, Giovanna G. Benedetto

Editora : Editora Unisul

ISBN : 9788539706372


R$ 20,00
Comprar

Veja mais títulos em: Comunicação

ESTE TRABALHO TEM COMO PROPOSTA COMPREENDER COMO A IMPRENSA CONTRIBUIU NO PROCESSO DE SIGNIFICAÇÃO DE TRANSFORMAR O BRASIL-COLÔNIA EM NAÇÃO E COMO FOI A RELAÇÃO ENTRE BRASIL E PORTUGAL NO PROJETO DE INDEPENDÊNCIA. O OBJETIVO FOI COMPREENDER O PROCESSO DE SIGNIFICAÇÃO DE NAÇÃO, INDEPENDÊNCIA E LIBERDADE NOS PERIÓDICOS DE 1821-1822. A PESQUISA TRAZ A ANÁLISE DISCURSIVA DE CINCO PERIÓDICOS QUE CIRCULARAM NO RIO DE JANEIRO ENTRE 1821-1822: O ESPELHO, O CONCILIADOR DO REINO UNIDO, REVERBERO CONSTITUCIONAL FLUMINENSE, CORREIO DO RIO DE JANEIRO E O MACACO BRASILEIRO. ESTE TRABALHO REFORÇA A IMPORTÂNCIA DA IMPRENSA NESSE PROCESSO DE EMANCIPAÇÃO DO BRASIL, AO MESMO TEMPO MOSTRANDO A DIFERENÇA ENTRE O SURGIMENTO DA IMPRENSA E A FUNDAÇÃO DE UM JORNALISMO BRASILEIRO. NÃO É UM RELATO HISTÓRICO DE ACONTECIMENTO, MAS UMA ANÁLISE DISCURSIVA DE UMA ÉPOCA. É UM OUTRO OLHAR PARA OS PERIÓDICOS, DIFERENTE DOS HISTORIADORES DO JORNALISMO, PORQUE PROPOMOS ENTENDER OS SENTIDOS DE NAÇÃO, INDEPENDÊNCIA E LIBERDADE SIGNIFICADOS NAQUELE MOMENTO DE TRANSIÇÃO DO BRASIL-COLÔNIA PARA SE FIRMAR COMO UMA NAÇÃO.

ISBN:

9788539706372

Ano de Publicação:

2015

Edição:

1

Formato:

21,00 x 15,00 x 2,00 cm.

Nº Paginas:

263 pp.

Peso:

450 g.